ALUNOS DO COLÉGIO SANTO AMÉRICO DESENVOLVEM PROJETO AUTOBIOGRÁFICO

25-02-2013 15:27

            O projeto “Autobiografias”, desenvolvido pelos alunos do 1º ano do Ensino Fundamental do Colégio Santo Américo, permitiu não só que eles refletissem sobre suas vidas e o que são - em um movimento inusitado para quem ainda vê o mundo basicamente pelos olhos do outro -, mas também que expressassem essa descoberta por meio da escrita, da qual ainda estão se apropriando.

            Com o objetivo de ampliar a linguagem oral e escrita, e levar os pequenos a ter uma postura de escritor, o projeto mobilizou-os durante um semestre inteiro, desafiando-os a escreverem sua própria biografia.

            Segundo a assistente de coordenação e uma das responsáveis pelo projeto, Silvia Helena Fuertes, o 1º ano do Ensino Fundamental marca o fim de um ciclo. A partir do 2º ano, as crianças viverão um novo cotidiano escolar, com maior autonomia e desafios diversificados.

            “A produção de uma autobiografia no momento que antecede essa transição adquire um significado especial. É nessa fase do desenvolvimento que a criança fortalece sua identidade e se reconhece como um ser único, pertencente a diversos grupos sociais: família, escola, amigos do prédio ou do condomínio, entre outros”, comenta a professora.

            Ao descrever sua vida até o momento, o aluno reflete sobre seus diversos papéis, valorizando as experiências passadas e os laços de amizade e confiança até então formados. É essa dualidade de reconhecer sua individualidade e, ao mesmo tempo, suas raízes, que permite a criança superar os desafios que as diversas fases do crescimento apresentam.

            O primeiro passo do projeto aconteceu com os professores lendo autobiografias e biografias de pessoas famosas como Anne Frank, Frida Kahlo e Alberto Santos Dumont. Em seguida, as crianças escreveram coletivamente as biografias lidas, o que as levou a se apropriarem da escrita e pensarem na ordem cronológica. Já a terceira etapa foi a reescrita, mas desta vez individual.

            “Consideramos difícil esse trabalho de autoria, mas foi também um desafio no processo de desenvolvimento da escrita dos alunos, que ampliaram seu vocabulário e progrediram ao longo do semestre. Durante todo o percurso, identificamos a preocupação deles com as informações, a maneira de escrever, as palavras utilizadas e até com os erros”, afirma Silvia.

            O resultado desse desafio pôde ser conferido no livro Autobiografias, publicado pelo Colégio Santo Américo e entregue aos alunos e pais em uma manhã de autógrafos realizada no final de 2012.

 

            Confira aqui alguns fragmentos desses textos:

 

“...o meu apelido é Bibi ou Bi. O nome da minha mãe é Vivian e do meu pai é Marco Antonio. Tenho dois irmãos, um chamado Henrique e o outro João. A primeira palavra que falei quando bebê foi mamãe e os meus pais ficaram muito contentes...” – Bianca, 6 anos.

 

“...o que eu gosto de fazer com meu pai é brincar de luta e com minha mãe é ir ao cinema. Nos finais de semana eu gosto de dormir no quarto com minha irmã, porque a gente pode ver TV até tarde. No sábado eu gosto de jogar futebol e no domingo ir na casa da minha avó Regina. Minha brincadeira favorita é futebol e o meu esporte favorito também é o futebol...” - Diego, 6 anos.

 

“...a minha melhor viagem foi para a Disney. Eu fui com a mamãe e com o Fred. O mais legal foi a Legoland, porque é tudo feito de Lego. Eu adoro Lego. O dia mais marcante foi quando eu ganhei um porta aviões do exército da vovó Beatriz. Meu maior sonho é morar na Disney porque tem os parques que eu mais gostei de brincar. Quando crescer, vou ser explorador porque eu acho legal conhecer os animais...” - Felipe, 6 anos.

 

 

Texto enviado pelo Colégio Santo Américo (www.csasp.g12.br)